Guia de Exames do Tiezzi

ANTI - LKM 1
Código do Exame:
lkm
CBHPM:
4.03.06.09-7
Sinônimos:
Anti LKM1, Anticorpos anti fígado e rim tipo 1

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro manual
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
3 dias
Método:
Enzimaimunoensaio

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Jejum não obrigatório. Orientações de coleta: 1 - Coletar amostra em tubo gel; 2 - Aguardar 30 min para retração do coagulo; 3 - Realizar a centrifugação em 3.200 RPM por 12 min; 4 - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação

Interpretação do exame:
O auxílio ao diagnóstico das doenças hepáticas autoimunes pode ser feito com a pesquisa de autoanticorpos que estão presentes na maioria dos casos de hepatite autoimune e de cirrose biliar primária, sendo os principais autoanticorpos associados: anticorpos anti núcleo, anti músculo liso, anti actina, anti LKM, anti mitocôndria, anti SLA e anti LP. Os anticorpos anti LKM são marcadores de hepatite autoimune do tipo 2, entidade que acomete, predominantemente, pacientes do sexo feminino na faixa de 2 a 14 anos de idade, e tem seguimento com altos níveis de gamaglobulinemia e com acentuada tendência ao desenvolvimento de cirrose com baixa resposta à terapia com corticoides, mas com boa resposta a imunossupressores. Sua pesquisa é feita também por Imunofluorescência indireta em cortes de fígado e rim de rato, onde se detecta uma fluorescência característica com pontilhado citoplasmático dos hepatócitos e dos túbulos renais proximais. Normalmente não há coexistência dos autoanticorpos que são característicos da hepatite autoimune do tipo 1 (anti núcleo, anti músculo liso e anti actina) Indicação: Na avaliação de doenças hepáticas de etiologia desconhecida, bem como marcadores de hepatite autoimune do tipo 2. Interpretação clínica: Presença de anticorpos anti LKM é consistente com um diagnóstico de hepatite autoimune do tipo 2. Sugestão de leitura complementar: Czaja AJ, Homburger HA: Autoantibodies in liver disease. Gastroenterology 2001;120:239-49

Guia de Exames do Tiezzi

ANTI - LKM 1
Código do Exame:
lkm
CBHPM:
4.03.06.09-7
Sinônimos:
Anti LKM1, Anticorpos anti fígado e rim tipo 1

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro manual
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
3 dias
Método:
Enzimaimunoensaio

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Jejum não obrigatório. Orientações de coleta: 1 - Coletar amostra em tubo gel; 2 - Aguardar 30 min para retração do coagulo; 3 - Realizar a centrifugação em 3.200 RPM por 12 min; 4 - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação

Interpretação do exame:
O auxílio ao diagnóstico das doenças hepáticas autoimunes pode ser feito com a pesquisa de autoanticorpos que estão presentes na maioria dos casos de hepatite autoimune e de cirrose biliar primária, sendo os principais autoanticorpos associados: anticorpos anti núcleo, anti músculo liso, anti actina, anti LKM, anti mitocôndria, anti SLA e anti LP. Os anticorpos anti LKM são marcadores de hepatite autoimune do tipo 2, entidade que acomete, predominantemente, pacientes do sexo feminino na faixa de 2 a 14 anos de idade, e tem seguimento com altos níveis de gamaglobulinemia e com acentuada tendência ao desenvolvimento de cirrose com baixa resposta à terapia com corticoides, mas com boa resposta a imunossupressores. Sua pesquisa é feita também por Imunofluorescência indireta em cortes de fígado e rim de rato, onde se detecta uma fluorescência característica com pontilhado citoplasmático dos hepatócitos e dos túbulos renais proximais. Normalmente não há coexistência dos autoanticorpos que são característicos da hepatite autoimune do tipo 1 (anti núcleo, anti músculo liso e anti actina) Indicação: Na avaliação de doenças hepáticas de etiologia desconhecida, bem como marcadores de hepatite autoimune do tipo 2. Interpretação clínica: Presença de anticorpos anti LKM é consistente com um diagnóstico de hepatite autoimune do tipo 2. Sugestão de leitura complementar: Czaja AJ, Homburger HA: Autoantibodies in liver disease. Gastroenterology 2001;120:239-49

Guia de Exames do Tiezzi