Guia de Exames do Tiezzi

ANTICORPOS ANTI CHIKUNGUNYA IgG
Código do Exame:
chikg
CBHPM:
5.03.01.12-6
Sinônimos:
mosquito; mosquito chikungunya

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro manual
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
8 dias
Método:
Enzimaimunoensaio

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
- Coletar 1 tubo de soro. - Jejum não obrigatório. Tempo de coleta na fase aguda: Dentro dos primeiros oito dias de doença. Fase convalescente: entre 10 a 14 dias após a coleta da amostra em fase aguda.

Interpretação

Interpretação do exame:
A Febre Chikungunya é uma doença causada por um vírus do gênero Alphavirus transmitida por mosquitos do gênero Aedes. O Aedes aegypti e o Aedes albopictus são os principais vetores. A doença pode manifestar-se clinicamente de três formas: aguda, subaguda e crônica. Na fase aguda os sintomas aparecem de forma brusca e compreendem febre alta, dores articulares (artralgia) (predominantemente nas extremidades e nas grandes articulações), cefaleia e dores musculares (mialgia). Também é frequente a ocorrência de exantema maculopapular. O período médio de incubação da doença é de três a sete dias (podendo variar de 1 a 12 dias). Os sintomas costumam persistir por 7 a 10 dias, mas a dor nas articulações pode durar meses ou anos e, em certos casos, converter-se em uma dor crônica incapacitante para algumas pessoas. Sugestão de leitura complementar: Angelini P, et al. Chikungunya epidemic outbreak in Emilia-Romagna (Italy) during summer 2007. Parassitologia 2008; 50(1-2): 97-8. Preparação e Resposta à Introdução do Vírus Chikungunya no Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/preparacao_resposta_virus_chikungunya_brasil.pdf, consulta em 02 de dezembro de 2016.

Guia de Exames do Tiezzi

ANTICORPOS ANTI CHIKUNGUNYA IgG
Código do Exame:
chikg
CBHPM:
5.03.01.12-6
Sinônimos:
mosquito; mosquito chikungunya

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro manual
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
8 dias
Método:
Enzimaimunoensaio

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
- Coletar 1 tubo de soro. - Jejum não obrigatório. Tempo de coleta na fase aguda: Dentro dos primeiros oito dias de doença. Fase convalescente: entre 10 a 14 dias após a coleta da amostra em fase aguda.

Interpretação

Interpretação do exame:
A Febre Chikungunya é uma doença causada por um vírus do gênero Alphavirus transmitida por mosquitos do gênero Aedes. O Aedes aegypti e o Aedes albopictus são os principais vetores. A doença pode manifestar-se clinicamente de três formas: aguda, subaguda e crônica. Na fase aguda os sintomas aparecem de forma brusca e compreendem febre alta, dores articulares (artralgia) (predominantemente nas extremidades e nas grandes articulações), cefaleia e dores musculares (mialgia). Também é frequente a ocorrência de exantema maculopapular. O período médio de incubação da doença é de três a sete dias (podendo variar de 1 a 12 dias). Os sintomas costumam persistir por 7 a 10 dias, mas a dor nas articulações pode durar meses ou anos e, em certos casos, converter-se em uma dor crônica incapacitante para algumas pessoas. Sugestão de leitura complementar: Angelini P, et al. Chikungunya epidemic outbreak in Emilia-Romagna (Italy) during summer 2007. Parassitologia 2008; 50(1-2): 97-8. Preparação e Resposta à Introdução do Vírus Chikungunya no Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/preparacao_resposta_virus_chikungunya_brasil.pdf, consulta em 02 de dezembro de 2016.

Guia de Exames do Tiezzi