Guia de Exames do Tiezzi

CALCIO
Código do Exame:
ca
SUS:
0202010210
CBHPM:
4.03.01.40-0
Sinônimos:
Calcemia

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
36 horas
Método:
Colorimétrico

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: Este exame não necessita de jejum. Informar os medicamentos em uso. Caso seja necessário realizar exames de imagem, com administração de contraste radiológico, coletar este exame anteriormente. Caso já tenha realizado exames de imagem com administração de contraste radiológico, aguardar 72 horas para coleta deste exame. Recipiente: Tubo seco ou gel separador Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente.

Interpretação

Interpretação do exame:
O cálcio no compartimento extracelular e tecidos moles corresponde a 1%, estando o restante no esqueleto. Como 40% a 50% circula ligado à albumina, o cálcio total varia com as variações desta proteína. Sinônimos: Cálcio, Ca Indicação: Diagnóstico de hipocalcemias e hipercalcemias. Avaliação de coma; investigação de pancreatites e outros problemas gastrointestinais; nefrolitíase; polidipsia; poliúria; azotemia; adenomatose endócrina múltipla; doenças malignas ou granulomatosas. Interpretação clínica: Principais causas osteomatabólicas de hipocalcemia: hipoparatireoidismo (associada a fosfato elevado), síndrome do osso faminto (cálcio e fosfato baixos), deficiência de vitamina D (enquanto não se desenvolve o hiperparatireoidismo secundário; fosfato tende a ser também baixo). Principais causas osteometabólicas de hipercalcemia: hiperparatireoidismo, hipervitaminose D e, menos frequentemente, doença de Paget. O HPT é responsável por mais de 80% dos casos de hipercalcemia em pacientes ambulatoriais e as doenças malignas são a principal causa em pacientes internados.Se a albumina é mais baixa ou mais elevada do que 4,0 g/dL, para cada variação de 1,0 g/dL da proteína ocorre uma variação inversamente proporcional do cálcio de 0,8 mg/dL. Assim, o cálcio total deve ser corrigido pela albumina a fim de ajustar o resultado. A fórmula para correção do cálcio pela albumina é: Cálcio corrigido = Cálcio medido + [(4,0 - albumina)x 0,8]. Sugestão de leitura complementar: Bringhurst FR, Demay MB, Kronenberg HM. Hormones and Disorders of Mineral Metabolism. In: Melmed. Williams Textbook of Endocrinology. 12th ed. Saunders; 2011. Vencio S, Fontes R, Scharf M. Manual de Exames Laboratoriais na Prática do Endocrinologista, anexo doenças osteometabólicas. 1 Ed, Rio de Janeiro, Gen 2012.

Guia de Exames do Tiezzi

CALCIO
Código do Exame:
ca
SUS:
0202010210
CBHPM:
4.03.01.40-0
Sinônimos:
Calcemia

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro
Volume:
1,0 mL
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
36 horas
Método:
Colorimétrico

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: Este exame não necessita de jejum. Informar os medicamentos em uso. Caso seja necessário realizar exames de imagem, com administração de contraste radiológico, coletar este exame anteriormente. Caso já tenha realizado exames de imagem com administração de contraste radiológico, aguardar 72 horas para coleta deste exame. Recipiente: Tubo seco ou gel separador Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente.

Interpretação

Interpretação do exame:
O cálcio no compartimento extracelular e tecidos moles corresponde a 1%, estando o restante no esqueleto. Como 40% a 50% circula ligado à albumina, o cálcio total varia com as variações desta proteína. Sinônimos: Cálcio, Ca Indicação: Diagnóstico de hipocalcemias e hipercalcemias. Avaliação de coma; investigação de pancreatites e outros problemas gastrointestinais; nefrolitíase; polidipsia; poliúria; azotemia; adenomatose endócrina múltipla; doenças malignas ou granulomatosas. Interpretação clínica: Principais causas osteomatabólicas de hipocalcemia: hipoparatireoidismo (associada a fosfato elevado), síndrome do osso faminto (cálcio e fosfato baixos), deficiência de vitamina D (enquanto não se desenvolve o hiperparatireoidismo secundário; fosfato tende a ser também baixo). Principais causas osteometabólicas de hipercalcemia: hiperparatireoidismo, hipervitaminose D e, menos frequentemente, doença de Paget. O HPT é responsável por mais de 80% dos casos de hipercalcemia em pacientes ambulatoriais e as doenças malignas são a principal causa em pacientes internados.Se a albumina é mais baixa ou mais elevada do que 4,0 g/dL, para cada variação de 1,0 g/dL da proteína ocorre uma variação inversamente proporcional do cálcio de 0,8 mg/dL. Assim, o cálcio total deve ser corrigido pela albumina a fim de ajustar o resultado. A fórmula para correção do cálcio pela albumina é: Cálcio corrigido = Cálcio medido + [(4,0 - albumina)x 0,8]. Sugestão de leitura complementar: Bringhurst FR, Demay MB, Kronenberg HM. Hormones and Disorders of Mineral Metabolism. In: Melmed. Williams Textbook of Endocrinology. 12th ed. Saunders; 2011. Vencio S, Fontes R, Scharf M. Manual de Exames Laboratoriais na Prática do Endocrinologista, anexo doenças osteometabólicas. 1 Ed, Rio de Janeiro, Gen 2012.

Guia de Exames do Tiezzi