Guia de Exames do Tiezzi

COBRE
Código do Exame:
cobre
SUS:
0202070190
CBHPM:
4.03.01.56-7
Sinônimos:
cupremia

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro cobre
Volume:
2,0 ml
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
7 dias
Método:
Espectofotometria de Absorção Atômica

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: - Jejum não necessário Recipiente: - Tubo trace sem aditivo (coleta) - Tubo transporte (envio amostra) Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Coletar a amostra em tubo do tipo Trace sem aditivo premium 6 mL GBO (Ref.456001) e sem ativador de coágulo. NUNCA COLETAR EM OUTRO TIPO DE TUBO (Ex. gel, ativador do coagulo). Aguardar a retração de coágulo (1h30min em banho a 37°C), realizar centrifugação das amostras a 3.200rpm por 12min , separar o soro e transferir por inversão para um tubo transporte 4 mL GBO (ref.454107) Encaminhar a amostra sob o acondicionamento Refrigerado (2 a 8 ºC) sem contato direto com o gelo. Critérios de rejeição: -Amostras sem identificação, inadequadas (hemolisada ou lipêmica), insuficientes; -Tubo aberto ou tubo de coleta danificado.

Interpretação

Interpretação do exame:
A principal utilidade deste exame está no diagnóstico da doença de Wilson, alteração primária do seu metabolismo de herança autossômica recessiva. Sinônimos: Cu no sangue ou na urina Indicação: Diagnóstico da doença de Wilson, acompanhamento da adesão e eficácia do tratamento; Diagnóstico de deficiência ou intoxicação pelo Cu. Interpretação clínica: O Cu no sangue também o metal ligado à ceruloplasmina. Caso esta esteja muito baixa o Cu pode estar falsamente diminuído. O Cu na urina está elevado em praticamente todos os pacientes sintomáticos. Sugestão de leitura complementar: Prista J, Uvs AS. A utilização de indicadores biológicos em Saúde Ocupacional. Rev Port Saude Publ 2006;6:45-54

Guia de Exames do Tiezzi

COBRE
Código do Exame:
cobre
SUS:
0202070190
CBHPM:
4.03.01.56-7
Sinônimos:
cupremia

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro cobre
Volume:
2,0 ml
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
7 dias
Método:
Espectofotometria de Absorção Atômica

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: - Jejum não necessário Recipiente: - Tubo trace sem aditivo (coleta) - Tubo transporte (envio amostra) Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Coletar a amostra em tubo do tipo Trace sem aditivo premium 6 mL GBO (Ref.456001) e sem ativador de coágulo. NUNCA COLETAR EM OUTRO TIPO DE TUBO (Ex. gel, ativador do coagulo). Aguardar a retração de coágulo (1h30min em banho a 37°C), realizar centrifugação das amostras a 3.200rpm por 12min , separar o soro e transferir por inversão para um tubo transporte 4 mL GBO (ref.454107) Encaminhar a amostra sob o acondicionamento Refrigerado (2 a 8 ºC) sem contato direto com o gelo. Critérios de rejeição: -Amostras sem identificação, inadequadas (hemolisada ou lipêmica), insuficientes; -Tubo aberto ou tubo de coleta danificado.

Interpretação

Interpretação do exame:
A principal utilidade deste exame está no diagnóstico da doença de Wilson, alteração primária do seu metabolismo de herança autossômica recessiva. Sinônimos: Cu no sangue ou na urina Indicação: Diagnóstico da doença de Wilson, acompanhamento da adesão e eficácia do tratamento; Diagnóstico de deficiência ou intoxicação pelo Cu. Interpretação clínica: O Cu no sangue também o metal ligado à ceruloplasmina. Caso esta esteja muito baixa o Cu pode estar falsamente diminuído. O Cu na urina está elevado em praticamente todos os pacientes sintomáticos. Sugestão de leitura complementar: Prista J, Uvs AS. A utilização de indicadores biológicos em Saúde Ocupacional. Rev Port Saude Publ 2006;6:45-54

Guia de Exames do Tiezzi