Guia de Exames do Tiezzi

voltar CA 15-3
Código do Exame:
ca153
CBHPM:
4.03.16.37-4
Sinônimos:
Br 15-3; Marcador tumoral de cancer de mama;

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro
Volume:
2,0 ml
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
36 horas
Método:
Eletroquimioluminescência

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: - Jejum não necessário Recipiente: Tubo seco ou gel separador (amarelo); Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente. Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação

Interpretação do exame:
Uso: monitoramento de recidiva sistêmica de carcinoma de mama após diagnóstico e terapia inicial. CA 15.3: Glicoproteina do tipo mucina. Fisiologicamente, parece desempenhar um papel na adesão celular; os níveis elevados presentes no cancer de mama podem ser indicadores de metástase ou recorrência. Sinônimos: Antígeno de câncer 15.3; marcador tumoral 15.3; marcador tumoral de cancer de mama; Indicação: Os principais usos do CA 15.3 são na detecção de câncer de mama recorrente e acompanhamento do tratamento de pacientes com câncer de mama avançado. Interpretação clínica: Pode se elevar antes que apareçam as manifestações clínicas de recidiva ou de metástases. Também pode estar aumentado em carcinomas de outros órgãos e sistemas, como trato gastrointestinal (em até 60% dos casos), dos ovários (em até 50%), e dos pulmões (em até 40%), assim como em doenças benignas da mama, fígado (cirrose, hepatite aguda, hepatite crônica severa), pulmões e ovários, estando geralmente inferior a 45-50 U/mL. Alguns estudos referem que pacientes com altos níveis pré-operatórios de CA 15.3, tenham pior prognóstico do que pacientes com baixos níveis do marcador. Sugestão de leitura complementar: Almeida JRC, Pedrosa NL, Leite JB, et al. Marcadores Tumorais: Revisão de Literatura. Rev Bras Cancerol 2007; 53(3): 305-16. Duffy MJ1, Shering S, Sherry F, McDermott E, O'Higgins N. CA 15-3: a prognostic marker in breast cancer. Int J Biol Markers 2000;15(4):330-3.

Guia de Exames do Tiezzi

voltar CA 15-3
Código do Exame:
ca153
CBHPM:
4.03.16.37-4
Sinônimos:
Br 15-3; Marcador tumoral de cancer de mama;

Produção do Exame

Tipo do Material:
soro
Volume:
2,0 ml
Temperatura:
Refrigerado
Prazo do Resultado:
36 horas
Método:
Eletroquimioluminescência

* Para exames com prazo informado em dias, este será considerado em dias úteis. Considerar o prazo a partir do recebimento da amostra no Núcleo Técnico Operacional (NTO). Amostras recebidas após as 17 horas terão os prazos iniciados no dia útil posterior

Instruções

Informações de preparo e coleta:
Preparo: - Jejum não necessário Recipiente: Tubo seco ou gel separador (amarelo); Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente. Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação

Interpretação do exame:
Uso: monitoramento de recidiva sistêmica de carcinoma de mama após diagnóstico e terapia inicial. CA 15.3: Glicoproteina do tipo mucina. Fisiologicamente, parece desempenhar um papel na adesão celular; os níveis elevados presentes no cancer de mama podem ser indicadores de metástase ou recorrência. Sinônimos: Antígeno de câncer 15.3; marcador tumoral 15.3; marcador tumoral de cancer de mama; Indicação: Os principais usos do CA 15.3 são na detecção de câncer de mama recorrente e acompanhamento do tratamento de pacientes com câncer de mama avançado. Interpretação clínica: Pode se elevar antes que apareçam as manifestações clínicas de recidiva ou de metástases. Também pode estar aumentado em carcinomas de outros órgãos e sistemas, como trato gastrointestinal (em até 60% dos casos), dos ovários (em até 50%), e dos pulmões (em até 40%), assim como em doenças benignas da mama, fígado (cirrose, hepatite aguda, hepatite crônica severa), pulmões e ovários, estando geralmente inferior a 45-50 U/mL. Alguns estudos referem que pacientes com altos níveis pré-operatórios de CA 15.3, tenham pior prognóstico do que pacientes com baixos níveis do marcador. Sugestão de leitura complementar: Almeida JRC, Pedrosa NL, Leite JB, et al. Marcadores Tumorais: Revisão de Literatura. Rev Bras Cancerol 2007; 53(3): 305-16. Duffy MJ1, Shering S, Sherry F, McDermott E, O'Higgins N. CA 15-3: a prognostic marker in breast cancer. Int J Biol Markers 2000;15(4):330-3.

Guia de Exames do Tiezzi